O tempo apunhalado

Luiz Roberto Benatti

O Tempo apunhalado é o título da tela do belga Magritte e aplica-se a nós: a Baldwin, fora dos trilhos, ocupa o lugar do fogo da lareira. O tempo do relógio – quase 13 horas – não é mais o tempo ferroviário ou comercial. O presente morreu no grande espelho das inúteis vaidades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.