Entre a ponte e a estrada de ferro: 1912 foi ano de muitos féretros

Luiz Roberto Benatti

A primeira imagem é a da Ponte Carlos sobre o Rio Vitava, em Praga, e a criatura que a atravessa bem que poderia ser o protagonista de Das Urteil, O veredito, de Franz Kafka, cujas penumbras o leitor distraído acredita ter sido geradas no interior em desconstrução dessas figuras que não se colam em álbum algum por se acharem  fora do mundo. Em 1912, FK estava de olho na Primeira guerra prestes a eclodir. A segunda lembrança é da viagem inaugural em 1912 da Estrada de ferro Madeira-Mamoré, cujos solavancos botavam calos e mais calos na sola dos pés dum País irremediavelmente rural. No entanto, Praga e Rondônia estavam assinaladas no mesmo calendário e o ano era 1912. Para quem gosta de velório o ano esteve repleto de cadáveres, em particular os do Titanic. O único livro de Augusto dos Anjos – EU – data desse ano e nele a morte mal disfarça a lâmina  da foice por trás do pé de tamarindo. Se gosta de música e música capaz de reeducar nossa audição, ouça Pierrot lunaire de Schoenberg, num clima bem próximo da espessa neblina da Ponte Carlos. O professor Anatol Rosenfelt aproximou Augusto dos Anjos de Gottfried Benn cujo livro de poemas – Morgue – foi lançado também em 1912. Benn era médico e levou a cabo mais de 200 dissecações de cadáveres. A poesia de ambos é feita de necrotério e flores murchas. No dia 21 de setembro desse ano, Padre Albino desembarcou no RJ certamente à cata duma paróquia onde pudesse ancorar o merecido sossego depois do exílio africano. Por pouco, ele não assistiu ao féretro do Barão do Rio Branco, no dia 10 de fevereiro. Para o Barão, o Itamaraty não era palco de criaturas tresloucadas.  As cruzes desse ano não estariam   completas não fosse A morte em Veneza de Thomas Mann, uma das melhores novelas até hoje escritas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.