Não havia vacina contra o charme de Getúlio Vargas e muitos dos seus adversários tudo fizeram para morrer de catapora

Luiz Roberto Benatti

Je n’ai jamais vu M. président habillé sans élégance [ New York times ]; M. Vargas n’a jamais accroché sa croix gammée sur le revers de sa veste [Le monde]

As epígrafes não foram extraídas dos referidos jornais nem poderiam ter sido porque foram inventadas pelo autor do artigo, todavia, aplicadas a Getúlio Vargas, são absolutamente verdadeiras – ele era elegante e jamais  chafurdou no nazifascismo, se não Clarice Lispector, muito jovem, não teria se engajado no jornal A noite. O Brasil vai e volta, dá um pulo para frente, outro para trás e cai de cambota. No Brasil, mentem o historiador sabido, o aluno relapso, o fanático, o simplório, o jeca e o alienado. No edifício acima localizava-se o jornal ao qual Clarice deu o melhor de si mesma quando jovem, no mesmo prédio  da Rádio Nacional, Noite ilustrada e Vamos ler : Praça Mauá, 7, RJ. Apesar dos desarvorados, o País sabia para onde deveria encaminhar-se.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.