Prometeu

Tela de Paulo Pasta há pouco estampada na Folha de São Paulo

Luiz Roberto Benatti.

facas de cana unhas de abutre negro pó estelar

não quero edificar em solo calcinado

os grandes fogos congelaram-se nas vísceras da noite

a águia esqueceu-se da memória do vôo

pombas & pardais enlouquecidos

começaram a roer o madeiro do dia seguinte

como se fora colmo dum pretérito mais que perfeito

& eu pensei: quem porá a tiara de nuvens na fronte do vencedor?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.