CTV: Borelli e as obras sapienciais laicas, antes e depois do Concílio Vaticano II

Luiz Roberto Benatti.

Sapienciais são os livros sagrados da Bíblia como Jó, os Salmos, Provérbios, Eclesiastes e os Cânticos dos cânticos. Todos eles insistem em  que a vida em nosso mundo é um vale de lágrimas, cuja superação vai-se dar na vida eterna. José Antônio Borelli, o mais popular dos prefeitos da cidade, a tal ponto que o apelidaram de Tio Nego, solteirão, por escolha de família, foi católico, cuja doutrina o orientou para desenvolver em  suas duas administrações obras de fundamentação católico-cristã. Isso ele o fez antes e depois do Vaticano II, convocado em 25 de dezembro de 1961 pelo Papa João XXIII. Dentre outros motivos, a Igreja estava interessada em alcançar no mundo todo a maior parte do contingente humano e para fazê-lo congelou o Latim e ofereceu aos fiéis missas ditas em Línguas locais. Borelli mandou tirar do batente as pesadas portas de madeira do antigo prédio da esquina das ruas Pará e Paraíba e convidou o povo para entrar. Como Jânio Quadros, no governo do Estado, Borelli foi o mais populista dos prefeitos de CTV. Tão logo ele tomou posse, em 1º. de janeiro de 57, nomeou-se o 2º.vigário do santuário Nossa Senhora da Aparecida e em novembro ele mandou construir a capela do cemitério São Domingos, atual Nossa Senhora do Carmo, da 24 de Fevereiro. Como todo devoto tem lá seu dia de pecador, ele devastou a velha Praça da República, onde mandou erguer sua quase-capela, a pérgola, pelo povão denominada de Borelão. Por duas escadas laterais, você ascende ao piso superior, de onde você não divisa nada senão lojas e bancos ao redor. No dia 1º. de fevereiro de 1960, Antônio Stocco foi reeleito, cujo segundo mandato foi marcado pela tentativa de parte da população de atear fogo ao prédio da companhia de energia elétrica da Rua Alagoas esquina da Pará. Em 1963, edificou-se a igreja da Vila Guzzo. Borelli voltou para cumprir o segundo mandato em 2 de fevereiro de 1964 e mandou construir o cemitério Nossa Senhora de Fática da Vila Celso Mouad. Nesse mesmo mês oficializou a cerimônia do presépio vivo. Depois disso, mandou erigir a estátua do Cristo redentor do cemitério da 24. John F. Kennedy foi morto em Dallas, no Texas, no dia 22 de novembro de 1963. Ele estava ali com a mulher para articular a candidatura à reeleição. Kennedy era católico, Trump é batista. Pelo livro do pregador Spurgeon, batista, os livros sapienciais deveriam ser trocados por um volume chamado Wordless, isto é, um livro sem páginas, mas feito das cores negra, vermelha e branca que pretendem resgatar o fiel arrependido do pecado e levá-lo para a luz sob as bênçãos do Criador. O movimento norte-americano na direção dum cristianismo à moda católica foi difundido pela cinema de Hollywood: em 20 de junho de 1955, dois anos antes do primeiro mandato do Borelli, o cine República exibiu, com a estréia do cinemascope e o som estereofônico, o filme Demétrius, o gladiador, com Victor Mature, cujo tema se desenvolve em torno do manto sagrado de cor vermelha  usado por Jesus Cristo. Vermelha e cor dos evangélicos. Na última eleição de outubro de 2018, os católicos, atormentados pelo perigo vermelho, elegeram Jair Bolsonaro, de confissão batista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.