DORTMUNDER

Samuel Beckett/Benatti .

no mágico crepúsculo de Homero

para além da  torre vermelha do tugúrio

e protegido da grande hecatombe

corro para  a lâmpada vermelha da alcoviteira madame K

ela está diante de mim na cabine iluminada

e mantém os fragmentos  de jade

nas silenciosas cicatrizes do hímen

olhos negros olhos voltados para as planícies orientais

para  decidir sobre  a conversa noturna

 como um pergaminho dobrado

e a glória da resolução aumentada

para  mim, Habbakuk, comandante de todos os pecadores

Schopenhauer está morto e madame

coloca  de lado o alaúde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.