Chaplin, a Guerra de 14 a 18 e CTV

Luiz Roberto Benatti.

Iniciou-se com a classe ociosa, talvez, a dificuldade em rir-se de si próprio e levar a sério o que entendiam ser os elevados valores da Pátria: a guerra, o hino, o famoso orgulho por termos matas verdejantes, cachoeiras cantantes e céus azulantes.Chaplin gostava de dar chutes no traseiro do guarda ou enfurecer o dono do restaurante, assim como ele fez  a caricatura da guerra das guerras, a mais cruel de todas as batalhas e que, infelizmente, provocou manifestações histéricas na classe dominante – a Guerra de 14-18, em cujo fecho CTV batizou-se como Município.Com a água benta misturou-se sem que disso gostássemos o curtíssimo filme de Chaplin – Ombro, armas ou Carlitos na trincheira. A ordem unida da abertura da fita prenuncia o que virá a seguir, até o momento fenomenal em que o soldado Carlitos põe meio corpo fora da trincheira em cuja tabuleta lemos Vermine club, quer dizer, Clube dos vermes. Seria salutar nos rirmos do que fomos e ainda somos.   

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.