Abra uma fresta na janela e mate o vírus a tiro

Luiz Roberto Benatti.

Artigo do New York times diz que muitos norte-americanos aumentaram o volume de   compra e  armazenamento de armas em casa. Se o fazem motivados pelo temor de que a quantidade de  vítimas pelo Coronavírus vai-se multiplicar, não sabemos.Pode ser também que temam a invasão de miseráveis dispostos a sentar-se à mesa dos que ainda têm víveres na dispensa.

Os norte-americanos inventaram o filme de faroeste: eles sabem de cor e salteado que é deveras salutar abrir o ventre do bandido, como gesto de vingança. O bandido é mau, não faz a barba e frequenta assiduamente o boteco.

Rio Lobo ou Os imperdoáveis alimentam a vontade de matar em cada um de nós: o tiroteio aninha-se em nosso coração onde o estampido nos enche de esperança. Nossa veneração por John Wayne será eterna.

No momento, em alguns círculos frequentados por amantes da bala, discute-se como seria a melhor maneira de matar a tiro o Coronavírus. A questão complicada é o tamanho do facínora: o diâmetro da parte interna tem aproximadamente 110 nm e o núcleo central 70 nm. Leve em conta o prezado leitor que cada nanômetro é  100 mil vezes menor que o milímetro.

Nada é impossível. Inscreva-se num clube de tiro. Que a ilustração deste singelo artigo sirva de reforço para a sua incomensurável vontade de assassinar o vírus amaldiçoado: para que as crianças  em quarentena não se firam em casa, tomei o cuidado de exibir  uma miniatura decorativa feita de metal modelo L96-black.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.