Gordas

Luiz Roberto Benatti

queria ter olho gordo

para ver nelas

não apenas a massa excessiva

a bombordo

ou estibordo

mas memória visual

para recordar e dizer

aqui a beleza brilha no escuro

no sapato escandalosamente vermelho

na areia molhada

carne rosada

de intenso apelo

& a cláusula real do acordo

para sempre assinalada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.