Diálogo entre Próspero e Miranda

Luiz Roberto Benatti

na ilha não há quem saiba

como a nuvem troca o branco pelo cinza

o passado é o prólogo

e o mapa do esplendoroso novo Mundo

o  carteiro o perdeu na travessia do Atlântico

o melhor é crer em unicórnios

venha ver como são vítreos

estes grãos amarelos de areia

por cujas fendas viajo em minha biblioteca

recolha-os em suas mãos

noutros dias o cedro arranquei pelas raízes

e no tronco escavei o bote da travessia

domine rápido a arte de remar

e economize  água limpa até alcançar a praia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.