Ao enveredar pela política, a relação do pai com o filho poderá ficar em ponto morto

Luiz Roberto Benatti

Na história política do País, uma das relações mais intrincadas entre pai e filho foi personificada por Getúlio Vargas e o filho Lutero. Lutero foi cirurgião-chefe do centro de pediatria Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro. Em 1944, foi para a Itália para servir no fronte como tenente médico no Grupo de aviação de caça. Ao retornar, meteu-se na  política e a exerceu com certa ferocidade em defesa do pai contra Carlos Lacerda. Xingaram-se bastante, a ponto de Lacerda, boquirroto, ter chamado Lutero de filho rico do pai dos pobres. A batalha pode ter tido início na ajuda financeira dada ao jornalista  Samuel Weiner e denunciada como ato de ilegalidade por Lacerda. Sobral Pinto criticou Lutero que foi chamado pelo medico de adúltero. A refrega alcançou o ápice no episódio da Rua Toneleiros, ocasião em que Lutero foi acusado de ter encomendado o atentado contra  Lacerda. Com o suicídio de Getúlio, Lutero, aos poucos,  passou para o banco dos reservas. Caberia aos pesquisadores investigar até que ponto a defesa do pai pelo filho pudesse camuflar o desejo de ocupar o lugar do Pai totêmico, como sugeriram Freud e Lacan. Na peça de Hélio Sussekind, Ponto morto, o conflito entre pai e filho instala-se despido de política entre o pai Humpty e o filho autista Dumpty. Ambos vagueiam por uma floresta meio real, meio imaginária como se procurassem deslindar-se do cipoal que lhes embaraçava pés e linguagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.