Os Escritos dos Místicos

Charles Simic

Em cima do balcão, entre vários
Livros já muito usados,
O livro raro que tens de ter
Imediatamente, aquele
Que te deixa o coração aos pulos

Enquanto esperas pelo troco
Com um sorriso parvo
Que levarás para a rua,
Passando, mais tarde, pela senhoria
Que te observa a limpares os sapatos,

E com o qual subirás ao quarto alugado
Que confina com o quarto
De uma empregada de discoteca
Que vai rapando as pernas
Com uma porta entreaberta,

Enquanto viras para a primeira página
Que fala do pressentimento
De uma existência maior
Nas coisas conhecidas e sem graça…

Numa casa que em breve será demolida,
Subitamente sossegada, e sobrenatural…
Tens de sussurrar o teu próprio nome,
Bem como as palavras do eremita,

Pois o jantar já lá vai há muito,
Esse que comeram depressa,
Contentes por a tua pequena dose
Ter ido para o cão de três patas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.