A Canção da Velha Mãe

William Butler Yeats/Benatti

Eu me levanto de madrugada,  ajoelho-me  e sopro

Até que a semente do fogo cintile e brilhe.

A seguir  devo esfregar, cozinhar e varrer,

Até que as estrelas comecem   a piscar e a espreitar;

Mas os jovens mentem muito e sonham na cama

Com a  combinação de fitas,  azuis e  vermelhas,

E o dia deles passa na ociosidade,

E eles suspiram quando  o vento agita  uma árvore.

Enquanto eu devo trabalhar, porque estou velha

E a semente do fogo pode  ficar fraca e fria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.