Bank W.C., na Grécia

  Luiz Roberto Benatti  

Ao teorizar sobre a libido Sigmund Freud identificou na criatura amealhadora gesto de fixação na fase anal, o que, de certa forma, corresponde ao dito popular de que, solicitada, a pessoa responda dizendo “que não defeco dinheiro”. Duchamp provocou escândalo ao exibir num salão de Arte um bidê, gesto ousado ora repetido pelo cipriota Andréas Efstathiou que esculpiu e enfileirou vários tronos dispostos como se fossem lápides de cemitério. Gulosos, bancos e banqueiros devoram a Grécia, Espanha, Portugal, França e, amanhã ou depois, mais uma vez o Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.