Canção tonta

Luiz Roberto Benatti

Mãe, quando eu crescer,

quero a mulher pelada da janela.

Filho,

terás muito frio.

Mãe, quando eu crescer,

quero ficar com a mulher da janela.

Filho,

terás muito frio.

Mãe,

atira-me pela janela.

Isso sim!

Agora mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.