Entre a planária e um corpo flutuante, sem cabeça

Luiz Roberto Benatti

Se há, de fato, no Facebook uma palavra-chave, recoberta por  atração mágica, de tal modo que, se eu não a digitar, incorrerei em desgraça, quer dizer, na perda da graça, esse vocábulo é felicidade que, no soneto de Vicente de Carvalho, aparece com viés psicanalítico antes que Sigmund Freud tratasse da questão do luto e a melancolia. Devo repeti-la agora e sempre se não despencarei num poço seco e escuro, do qual terei de sair pelo barranco impossibilitado que estarei de dar trancos. O Facebook convoca-nos para caminhar, passar sob o arco-íris e chegar ao pote de ouro, de preferência sem lenço, documento, dicionário, o diário de classe do pai, a bandeirinha do Volpi, disposto a improvisar sobre tudo e coisa alguma, ainda que o protesteiro nem saiba por onde começar. O movimento das ruas, em CTV prestes a tornar-se movimento intramuros, não só deseja debruçar-se sobre o lago de Narciso e nele ver-se refletido como o mais atraente de todos os figurantes televisivos, como também, ao incorrer no mesmo erro da criatura semidivina,  crê que não irá sair-se mal da empreitada de  meter na água a mão em concha, para dela sair com seu retrato refletido em puro estado de êxtase. Nenhum dos que não protestam é tão belo e inteligente quanto nós: somos o amanhã. Os protesteiros de todas as idades deveriam aprender com a planária que tanto regenera a porção do corpo perdida quanto a seção anatômica que responde pela memória. Essa rapaziada que vai dos 15 aos 65, tivesse ela o poder de regeneração da planária, poderia confrontar a própria  receita de como sovar a massa do pão com o modo como pai e avô agitaram a massa noutros tempos. Sem memória, você continuará a desfilar por aí como se não tivesse cabeça: um corpo flutuante que mal digere o seixos cobertos de limo do discurso arrevesado. O passado nos condena tanto quanto o presente nos ilude.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.