Quando uma chama maravilhosa se desfaz, a fumaça entra nos seus olhos

Luiz Roberto Benatti

Jerome Kern escreveu Smoke gets in your eyes em 1933, quando Adolfo Hitler foi à forra antes de, com fúria, virar  fera e entrar na farra. As pessoas de todas as camadas sociais pitam há muito tempo, sorvem fumaça até que o rolo encontre os alvéolos pulmonares, para, a seguir, deixar que saia pelas narinas ou a boca o que sobrou. A graça suprema consiste em fazer rolinhos de fumaça, meio azulados, e enfiar o indicador no meio, como se fossem argolas. A letra é expressão pura de dor de cotovelo e ficou famosa. Quem fumou primeiro: o homem ou a mulher? Quem inventou o cigarro? A besta humana. “Delicie-se com o suave prazer de fumar”, lê-se no cartaz. Siemek, velho e saudoso amigo, quando queria fumar, dirigia-se ao vizinho dizendo-lhe: “Adão foi feito de barro, amigo me dê um cigarro”. O pessoal adorava o modo como ele serrava cigarro, até que lhe devolveram a frase e ele, espertamente, respondeu: “De barro foi feito Adão, amigo não tenho não”.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.