Garoa do Meu São Paulo

Mário de Andrade

Garoa do meu São Paulo,

-Timbre triste de martírios-

Um negro vem vindo, é branco!

Só bem perto fica negro,

Passa e torna a ficar branco.

Meu São Paulo da garoa,

-Londres das neblinas finas-

Um pobre vem vindo, é rico!

Só bem perto fica pobre,

Passa e torna a ficar rico.

Garoa do meu São Paulo,

-Costureira de malditos-

Vem um rico, vem um branco,

São sempre brancos e ricos…

Garoa, sai dos meus olhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.