O velho e a gata

Luiz Roberto Benatti

Protesto, de peito inflamado e  rosto rubro, contra os 50 paus que dona Marta ex-Suplicy pensa depositar na conta bancária dos senis a fim de que nós, ora descarrilados pelos lados da ponte quebrada da Vila dos Tomates Podres, possamos nos entreter com cultura nos fins de semana. Lembro-me de que o Nélson Pires ensinou-me que o mês tinha quatro semanas e que 50 divididos por 4 davam  RS$ 12,50 por semana. Merreca, ossos de borboleta.  Quanto custa o grama do seu perfuminho francês, dona Marta? E não é que tu já vais para os 67! Olhe só a foto marota que o meu filho do meio, à beira dos 50, fez por trás da porta do quarto  no momento em que, depois do cinema, fui cuidar dos esplêndidos pezinhos da minha gata. Quanto custam a água boricada e o chumaço de algodão? Você sabe quanto vale  a última tradução do Ulisses do James Joyce? Dona Marta, fale com o Mantega, italiano comedor de macarrão com vinho, para ajeitar a coisa para uns quinhentinhos, por favor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.