O sino da igreja

Luiz Roberto Benatti

o  sino da igreja

não entre na peleja

nem com chá de carqueja

toca mais o Angelus

o sineiro morreu de velho

mãos escalavradas

e a nota ré na garganta

gutural entalada

não há quem outro proveja

agora é  som de fita

ruído numa bandeja

dó que dói na bigorna

adeus, meu jesuíta

fá cansado no final se esgota

que assim seja que assim seja

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.