Uma hipérbole e meia

Luiz Roberto Benatti

Ninguém notou, mas nos primeiros dias de vida, a rigor, o PT já era o que veio a ser de modo institucional, oficial, porque no poder capa e coroa são paramentos vazios: longe do povo, perto do cofre. O povo que se lasque e, com certeza, não vai se lascar já que a compra do voto prolonga-se pelas anos de susto e permanência. Com o PT lá em cima terminaram as intermitências: chove ouro todos os dias, mais na minha horta e alguns pingos na sua. O PT é como o dinossauro, porque como os dinos ele não sabe o que é nem a que veio.  Quantas árvores um um dino pesadão comia por dia?Pergunte ao seu professor de dinos. Por que tem o dinossauro aquela serra dentada nas costas? O dino nasceu assim e assim será pelo resto de seus dias herbívoros e carnívoros. O PT levou à hasta pública a velha república de Deodoro & Floriano, porque ela nos atrapalhava  com sua noção estapafúrdia de separação dos poderes. Al popolo solo resta uma parola – obedire. Todavia, como antevira Drummond , tinha/havia uma pedra no meio do caminho, coisa que, colada às nossas retinas, de lá não sairá nem com reza brava. Agora, meus irmãozinhos, vamos todos para a Papuda. Levo a  Playboy e cópia de meu dino de estimação. Deixe o Lula com suas hipérboles: um dia ele vai-se extinguir também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.