Aquiles, sem Homero

Luiz Roberto Benatti

Aquiles não podia arrancar-se em baixa ou alta velocidade de seu papel caligráfico recortado por Homero, por impossibilidade material, todavia,enquanto virtualidade literária, ele foi furioso, furibundo, pusilânime, crudelíssimo. Paul Valker veio ao mundo mais ou menos virtual: mãe,modelo; pai costureiro, avô paterno boxeador. Aos poucos, vamo-nos tornando reais/virtuais, agimos para nos fotografar, fotografamo-nos para nos ver estampados onde for possível visualizar  nosso recorte narcísico. Indoor/outdoor, sem dolor porque, perguntado, todo o  mundo responderá que, apesar do supermercado e o cartão de crédito, falta-nos qualidade de vida. Se ela nos falta é porque não a temos. E não a temos no bestunto,porque fora dele o mundo à nossa volta é o melhor dos mundos possível.Leia Zygmunt Bauman – Vida em fragmentos: sobre a ética pós-moderna. Esse polonês cachimbador sabe das coisas. Valker freqüentava a Igreja de Jesus Cristo dos santos dos últimos dias e o amigo disse que não tem palavras para falar sobre a tragédia, mas que Paul ascendeu aos céus como anjo. O mundo das celebridades espelha-se no fundo negro do poço vazio onde os anjos se parecem com morcegos.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.