Por linhas tortas, o Supremo tribunal federal esboça a cartografia do presidencialismo

Luiz Roberto Benatti Os ministros são figuras refinadas: à mesa, os talheres não se trocam de lugar, a água é Perrier, a lagosta tem gosto de mar limpo. Vão ao trabalho  bem vestidos, sapatos engraxados, motorizados: vivem acima do andar de cima mas não se locupletam na piscina do erário público. Demoram anos ou décadas…