Science fiction

Carlos Drummond Andrade. O marciano encontrou-me na ruae teve medo de minha impossibilidade humana.Como pode existir, pensou consigo, um serque no existir põe tamanha anulação de existência? Afastou-se o marciano, e persegui-oPrecisava dele como de um testemunho.Mas, recusando o colóquio, desintegrou-seno ar constelado de problemas. E fiquei só em mim, de mim ausente.